Metade dos alemães é contra quarto mandato de Merkel, mostra pesquisa

domingo, 28 de agosto de 2016 11:48 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A popularidade da chanceler alemã Angela Merkel caiu, mostrou uma pesquisa divulgada neste domingo, com 50 por cento dos alemães se posicionando contra um quarto mandato dela após as eleições nacionais no próximo ano.

Um série de ataques violentos contra civis em julho, dois dos quais foram assumidos pelo Estado Islâmico, chamaram a atenção para a política de portas abertas de Merkel em relação aos imigrantes, que permitiu a entrada na Alemanha de centenas de milhares de pessoas vindas de Oriente Médio, África e outras partes do mundo no ano passado.

Metade dos 501 alemães entrevistados na pesquisa da Emnid para o jornal Bild am Sonntag disse ser contra a permanência de Merkel no cargo depois da eleição de 2017, enquanto 42 por cento responderam querer sua permanência.

Na pesquisa anterior encomendada pelo Bild am Sonntag, em novembro, 45 por cento dos entrevistados se disseram a favor de um quarto mandato de Merkel, enquanto 48 por cento foram contra.

O chefe do órgão federal alemão para imigrantes e refugiados da Alemanha, Frank-Juergen Weise, disse ao jornal esperar que um máximo de 300 mil refugiados cheguem à Alemanha neste ano.

(Reportagem de Michelle Martin)    

(Tradução Redação São Paulo, 5511 56447764))