Investigação encomendada sobre desastre da Samarco é tese de defesa, diz promotor de MG

segunda-feira, 29 de agosto de 2016 17:26 BRT
 

NOVA LIMA, Minas Gerais (Reuters) - A conclusão da investigação independente contratada pelas mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton, sobre o rompimento de uma barragem no ano passado, publicada nesta segunda-feira, minimizou eventos e servirá para tese de defesa das companhias, afirmou nesta segunda-feira à Reuters o promotor de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais Carlos Eduardo Pinto.

Em uma análise preliminar, já que o relatório foi publicado pelas companhias no início desta tarde, Pinto identificou que as conclusões da investigação sobre os motivos físicos para o desastre foram muito semelhantes com as apontadas por autoridades, indicando como fator decisivo o recuo da barragem. A investigação foi encomendada pelas mineradoras à Cleary Gottlieb Steen & Hamilton LLP.

(Por Marta Nogueira)