Wall St sobe com dados apontando recuperação do crescimento econômico nos EUA

segunda-feira, 29 de agosto de 2016 19:03 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Ações do setores financeiro e de commodities lideraram os ganhos do índice Standard & Poor's 500, que fechou em alta nesta segunda-feira, após os gastos dos consumidores subirem pelo quarto mês consecutivo, indicando retomada do crescimento econômico dos Estados Unidos.

O índice Dow Jones subiu 0,58 por cento, para 18.502 pontos, e o S&P 500 avançou 0,52 por cento, a 2.180 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite subiu 0,26 por cento, para 5.232 pontos.

O Departamento de Comércio dos EUA disse que os gastos dos consumidores, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, subiram 0,3 por cento no mês passado depois de um ganho de 0,5 por cento em junho.

O índice financeiro, setor que registrou desempenho inferior na maior parte do ano, teve o melhor desempenho do S&P 500, com alta de 0,98 por cento, com as ações do Wells Fargo em alta de 2,2 por cento.

Investidores continuaram a digerir declarações de autoridades do Federal Reserve, banco central norte-americano, de sexta-feira. Após a chair do Fed, Janet Yellen, dizer que a hipótese de um aumento de juros antes do fim do ano vem ganhando força, seu vice, Stanley Fischer, pareceu indicar não apenas a possibilidade de um aperto em setembro, mas também uma segunda alta dos juros em dezembro.

Embora setores cujo desempenho é associado às perspectivas de crescimento econômico tenham apresentado desempenho melhor que seus pares, ações de concessionárias de serviços públicos também subiram. Na sexta-feira, o setor havia apresentado o maior tombo em quatro meses.

"Concessionárias estão se recuperando", disse o estrategista-chefe de mercados do Wunderlich Securities, Art Hogan.

Ele disse que investidores estavam entendendo os comentários de Fischer como menos "hawkish" do que inicialmente, mas reconhecem que houve uma virada positiva nos dados econômicos recentes que poderia amparar um aperto monetário.