Produção de etanol cai 12% na 1ª quinzena de agosto; açúcar tem alta de 3%

terça-feira, 30 de agosto de 2016 13:05 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de etanol pelas usinas do centro-sul do Brasil recuou cerca de 12 por cento na primeira quinzena de agosto, com uma redução da moagem de cana e após uma queda no consumo do biocombustível em julho no país, enquanto usinas da principal região produtora privilegiam a fabricação de açúcar, com preços mais rentáveis.

A União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) informou nesta terça-feira que produção de etanol do centro-sul atingiu 1,93 bilhão de litros nos primeiros 15 dias do mês, ante 2,19 bilhões de litros no mesmo período do ano passado e 2,06 bilhões na segunda parte de julho.

Já a produção de açúcar do centro-sul somou 2,97 milhões de toneladas, alta de aproximadamente 3 por cento na comparação com a mesma quinzena de 2015, mas uma ligeira queda ante as 3,1 milhões de toneladas da última parte de julho.

A moagem quinzenal de cana recuou em meio a uma produtividade agrícola mais baixa e a chuvas em algumas regiões no início do mês.

A moagem de cana do centro-sul do Brasil atingiu 44,8 milhões de toneladas na primeira quinzena de agosto, queda de 6,24 por cento ante o mesmo período do ano passado, segundo a Unica, ficando também abaixo das 49,09 milhões de toneladas verificadas na segunda quinzena de julho.

A Unica citou dados preliminares de produtividade agrícola apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), que indicaram uma redução próxima de 10 por cento entre a primeira quinzena de agosto de 2015 e o indicador apurado no mesmo período deste ano, em uma amostra de aproximadamente cem unidades produtoras.

Consultorias reduziram recentemente previsão de moagem de cana do centro-sul citando problemas de seca e geadas em algumas áreas. A FCStone, por exemplo, estimou recentemente uma ligeira queda na moagem em 2016/17 ante 2015/16.

ETANOL HIDRATADO CAI   Continuação...