Siderúrgicas da China buscam minério de alta concentração para expandir produção

quarta-feira, 31 de agosto de 2016 08:11 BRT
 

XANGAI (Reuters) - As siderúrgicas chinesas estão buscando minério de ferro de alta qualidade para ampliarem produção e cumprirem regras mais rígidas de proteção ambiental.

No mais recente sinal de renovado otimismo entre as siderúrgicas chinesas, os produtores estão evitando comprar minério com baixa concentração de ferro, o que tem contribuído para ampliar estoques em portos do país.

A preferência deve impulsionar empresas como Vale e as australianas Rio Tinto e BHP Billiton, cujo minério de alta qualidade tem tomado participação de mercado de produtores chineses.

O minério de ferro com concentração de 61,5 por cento estava sendo negociado a um prêmio de 123 iuans a toneladas em relação ao minério de 58 por cento na semana passada, um nível visto pela última vez em meados de 2014, segundo dados do site especializado Mysteel.

"Tivemos boas vendas nos últimos meses, com as siderúrgicas novamente lucrativas desde junho", disse um operador de minério de ferro em Pequim que vende a commodity com concentração de 65 por cento. "Elas preferem comprar minério de alta qualidade porque isso pode ajudar a aumentar produção", acrescentou.

Minério de mais alta qualidade produz mais aço por tonelada processada, ajudando a ampliar a produção e reduzindo emissões uma vez que menos carvão é usado no processo produtivo.

Operadores afirmaram que o maior interesse das siderúrgicas por minério de alta concentração de ferro e a menor demanda pela insumo de concentração menor contribuíram para aumentar os estoques da commodity em portos da China.

Os estoques subiram para o maior pico em mais de dois anos em 23 de agosto, a 108,46 milhões de toneladas, segundo dados do site especializado Custeel.com.

(Por Ruby Lian e Gavin Maguire)