Mercados europeus fecham perto da estabilidade pressionados por farmacêuticas e petróleo

quinta-feira, 1 de setembro de 2016 14:39 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Os mercados europeus fecharam praticamente estáveis nesta quinta-feira, pressionados pelas ações do setor farmacêutico e de petróleo, enquanto os bancos ampliaram a alta recente que havia sido alimentada por expectativas de aperto monetário nos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 perdeu 0,08 por cento, a 1.351 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 teve variação positiva de 0,04 por cento, a 343 pontos, após dados decepcionantes da indústria dos EUA lançaram dúvidas sobre a força da maior economia do mundo.

O índice bancário do STOXX subiu 0,8 por cento, sendo sua terceira sessão consecutiva de ganhos.

Já o índice do setor de saúde teve a maior queda setorial, ampliando as perdas recentes em meio a preocupações sobre a pressão de preços nos Estados Unidos. As ​​grandes farmacêuticas como a Roche, a Novartis, a Astrazeneca e a Glaxo tiveram queda.

O setor de petróleo e gás caiu 0,7 por cento, depois que os preços do petróleo caíram mais de 2 por cento com os investidores dando de ombros para as conversas de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode congelar a produção e focando em um excedente crescente de estoques de petróleo nos EUA.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,52 por cento, a 6.745 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,55 por cento, a 10.534 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,03 por cento, a 4.439 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,12 por cento, a 16.923 pontos.   Continuação...