Líderes do G20 reconhecem excesso de capacidade siderúrgica como problema global, diz EUA

segunda-feira, 5 de setembro de 2016 09:24 BRT
 

(Reuters) - Os líderes do G20 reconhecem que o excesso de capacidade de produção de aço e em outras indústrias é um problema global que exige resposta coletiva, segundo um documento da Casa Branca publicado ao final da cúpula de países na China.

O G20 pediu pela formação de um fórum global que tome medidas para solucionar o problema do excesso de capacidade em aço.

O comunicado saiu depois que na sexta-feira o governo dos Estados Unidos decidiu manter contra Brasil, Índia, Coreia do Sul e Inglaterra tarifas de importação de aço laminado a frio, determinando que os produtos vindos da Rússia não estão prejudicando a indústria norte-americana.

As tarifas impostas contra as importações de produtos dos quatro países são de até 58,36 por cento. No caso do Brasil, as exportações para os EUA são feitas por CSN e Usiminas.