Produtores franceses cobram do Carrefour preços mais altos da carne bovina

terça-feira, 6 de setembro de 2016 12:41 BRT
 

PARIS (Reuters) - Os criadores de gado franceses lançaram protestos contra o Carrefour nesta terça-feira para exigir preços mais altos da carne bovina do maior varejista da Europa, no mais recente sinal de tensão no setor pecuário depois de uma disputa de preço envolvendo a gigante de laticínios Lactalis.

Os produtores de carne na França têm sentido nos últimos anos uma diminuição do consumo. Os preços foram pressionados ainda mais neste ano por uma desaceleração no mercado de laticínios, o que levou os produtores a mandar mais vacas leiteiras para abate.

Depois de produtores de leite no mês passado realizarem protestos contra a Lactalis, obtendo preços mais elevados do leite para este ano, os sindicatos de fazendeiros miram os supermercados Carrefour nesta semana para buscar um aumento de preços destinados a cobrir os custos de produção.

Os grupos de produtores dizem que o Carrefour se opôs a uma iniciativa que está sendo pilotada pela cadeia de supermercados rival Systeme U, que se comprometeu a pagar preços mais elevados aos produtores para a carne que atender a determinadas especificações de qualidade. Eles dizem que, sem o apoio de Carrefour, há pouca chance de uma ampla melhora nos preços.

O Carrefour não comentou de imediato.