Irã dá sinal cauteloso sobre acordo para limitar produção de petróleo

terça-feira, 6 de setembro de 2016 15:12 BRT
 

LONDRES/SINGAPURA (Reuters) - O Irã sinalizou nesta terça-feira que está pronto para trabalhar junto à Arábia Saudita e à Rússia para elevar os preços do petróleo à medida que Teerã começa a barganhar com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) termos para um acordo sobre limites à produção.

O Irã tem sido o principal empecilho para um acordo de produção entre a Opep e a Rússia, uma vez que Teerã tem argumentado que deveria ser excluída de qualquer tipo de pacto até que sua produção se recupere após as sanções ocidentais que terminaram em janeiro.

Rival do Irã, a Arábia Saudita disse que iria participar de um acordo apenas se Teerã também fizesse parte. No entanto, com a produção iraniana chegando perto de níveis pré-sanções, Riyadh sinalizou nas últimas semanas que está pronta para se comprometer.

A Rússia também disse que estava pronta para aceitar determinadas exceções, especialmente com Irã próximo de atingir níveis de produção de 4 milhões de barris por dia.

Na segunda-feira, a Rússia e a Arábia Saudita assinaram um pacto concordando a trabalhar juntas para ajudar a equilibrar o mercado de petróleo, mas dando poucos detalhes sobre possíveis ações para ajudar a erradicar um acúmulo global.

Na terça-feira, o ministro do petróleo do Irã, Bijan Zanganeh se encontrou com o secretário geral da Opep, Mohammed Barkindo, em Teerã e disse que ele ajudaria a sustentar qualquer medida para estabilizar os preços do petróleo por volta de 50 a 60 dólares por barril.

(Por Alex Lawler, Rania El Gamal e Parisa Hafezi)