Mercados europeus fecham em queda após Draghi reduzir expectativa de estímulo pelo BCE

quinta-feira, 8 de setembro de 2016 14:00 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os mercados europeus fecharam em queda nesta quinta-feira, após o Banco Central Europeu (BCE) manter o calendário para seu programa de estímulo e o presidente Mario Draghi afirmar que uma prorrogação não foi discutida.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,38 por cento, a 1.374 pontos. O índice pan-europeu STOXX 600 recuou 0,33 por cento, a 349 pontos, afastando-se das máximas de quase oito meses, mas terminando acima das mínimas da sessão.

O BCE manteve os juros​​, como esperado, e os investidores esperavam a entrevista à imprensa de Draghi em busca de sinais de que o programa de compra de ativos do banco central poderia ir além do previsto.

O STOXX 600 atingiu a mínima da sessão logo após Draghi dizer que tal prorrogação do programa não tinha sido discutida, enquanto o euro se fortaleceu.

"Parece que a recente deterioração nas pesquisas e nos dados de inflação ainda não é suficiente para levar o BCE a afrouxar mais. Embora a falta de ação hoje não seja muito surpreendente, dada a natureza tradicionalmente prudente deles, esperávamos alguma linguagem que ajudaria a preparar o mercado para um afrouxamento mais tarde este ano", disse o chefe de estratégia macroeconômica do State Street Global Markets EMEA, Timothy Graf.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,18 por cento, a 6.858 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,72 por cento, a 10.675 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,34 por cento, a 4.542 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,48 por cento, a 17.375 pontos.   Continuação...