Rosengren (Fed) diz que é cada vez mais arriscado adiar alta do juro nos EUA

sexta-feira, 9 de setembro de 2016 11:34 BRT
 

QUINCY, Massachusetts (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, enfrenta cada vez mais riscos se esperar demais para elevar a taxa de juros, de modo que um aperto gradual da política monetária é provavelmente apropriado, disse nesta sexta-feira o presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren.

Em outro sinal de que um aumento dos juros nos EUA está se aproximando, Rosengren indicou que os riscos estão se tornando cada vez mais equilibrados. Isso significa que, embora uma desaceleração no exterior continue sendo uma preocupação, a economia dos EUA tem se mostrado resiliente e até pode até superaquecer se a política do Fed permanecer inalterada por muito mais tempo, disse ele.

Rosengren, uma autoridade do Fed historicamente "dovish" que se tornou mais confiante sobre elevar os juros neste ano, citou a decisão britânica para sair da União Europeia como um exemplo da resistência dos EUA aos choques externos.

"Há também os riscos de longo prazo de exagerar o crescimento da economia dos EUA", disse ele.

"Se quisermos garantir que permaneceremos no pleno emprego, o aperto gradual é provavelmente apropriado", disse Rosengren, membro com direito a voto no comitê de política do Fed neste ano.

O Fed elevou os juros de quase zero em dezembro passado --o primeiro aumento em quase uma década--, mas depois disse não voltou a mexer na taxa diante de uma perda de força da economia norte-americana e de mercados voláteis no exterior.

Embora investidores e economistas vejam uma pequena chance de alta na reunião do Fed em duas semanas, um alta em dezembro é vista como mais provável.

(Por Svea Herbst-Bayliss)