Dólar cai quase 1% ante real com diminuição nas apostas em alta de juros nos EUA

segunda-feira, 12 de setembro de 2016 17:13 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu ante o real nesta segunda-feira, depois que a diretora do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Lael Brainard fez um discurso "dovish" e suavizou a percepção de aumento dos juros nos Estados Unidos em breve.

O dólar recuou 0,95 por cento, a 3,2490 reais na venda, depois de ter terminado a sexta-feira com valorização de 2,17 por cento. Na mínima desta sessão, a moeda marcou 3,2417 reais e, na máxima, 3,3102 reais. O dólar futuro caía cerca de 0,70 por cento nesta tarde.

Segundo a diretora do Fed, o banco central norte-americano precisa ser cauteloso para não remover seus estímulos muito rapidamente por causa da potencial fraqueza no mercado de trabalho e dos riscos de desaceleração econômica no exterior..

Após a fala, diminuiu a probabilidade de aumento de juros. O contrato para setembro passou a indicar chances de apenas 15 por cento de o Fed elevar os juros na próxima semana. Na sexta-feira, essa probabilidade era de 24 por centro.

"O discurso suave e o fluxo vendedor puxaram a moeda para baixo", afirmou o operador de uma corretora nacional.

Pela manhã, o dólar subiu ante o real, e quando a moeda começou a rodar a casa de 3,30 reais, o movimento de alta começou a perder força, com investidores aproveitando a cotação para vender.

"O Boletim Focus estima o dólar a 3,25 reais no final do ano, então chegar a 3,30 reais cria uma ótima oportunidade para vender e recomprar depois", justificou o diretor da corretora Fourtrade Luiz Carlos Baldan.

O Banco Central vendeu hoje todos os 10 mil contratos de swap cambial reverso.   Continuação...