Dólar cai e fecha em R$3,3017 com melhora no cenário externo

quinta-feira, 15 de setembro de 2016 18:59 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu mais de 1 por cento nesta quinta-feira, ajudado por dados mais fracos sobre a economia dos Estados Unidos, que reduziram as apostas de aperto monetário na próxima semana na maior economia do mundo.

O dólar recuou 1,24 por cento, a 3,3017 reais na venda, depois de subir 2,89 por cento nos dois pregões anteriores. Na mínima do dia, o dólar marcou 3,2960 reais e, na máxima, 3,3681 reais.

O dólar futuro cedia cerca de 1,20 por cento no fim da tarde.

Na primeira etapa de negociações, a moeda marcou um vaivém, ora operando em baixa, ora em alta, firmando-se em queda apenas à tarde. Segundo operadores, houve um forte fluxo de saída que pressionou as cotações mais cedo e adiou a reação aos dados dos EUA.

"O mercado está de olho no exterior, mas os investidores aproveitam os momentos. Hoje, por exemplo, houve uma janela de oportunidade", comentou o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Zerado o fluxo de saída, o mercado ficou livre para digerir os dados e o noticiário.

"A trégua no exterior depois dos dados norte-americanos deu a deixa para uma realização de lucros aqui no Brasil", afirmou o operador de uma corretora nacional.

O mercado trabalha em compasso de espera pelo encontro de política monetária do Federal Reserve, na quarta-feira que vem, mesmo dia em que o Banco do Japão também anuncia sua decisão e pode fazer mudanças em sua política de estímulos.   Continuação...

 
Em foto de arquivo, notas de dólar são vistas em banco no Colorado, Estados Unidos
03/11/2009 REUTERS/Rick Wilking/File Photo