Volume de serviços no Brasil sobe 0,7% em julho, aponta IBGE

sexta-feira, 16 de setembro de 2016 10:10 BRT
 

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - O setor de serviços do Brasil voltou a mostrar alta em julho com crescimento no volume de 0,7 por cento, porém ainda insuficiente para recuperar as perdas anteriores.

Esse é o terceiro resultado mensal positivo no ano. Em relação a julho de 2015, o volume apresentou recuo de 4,5 por cento, maior retração para o mês na série histórica iniciada em 2012, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Foi mais um resultado positivo, mas que não recupera as perdas recentes e do ano passado. Foi um dado bom, mas não dá para falar em início de recuperação do setor", afirmou o coordenador da pesquisa no IBGE, Roberto Saldanha.

Destacaram-se em julho na comparação mensal as altas de Serviços prestados às famílias (3,2 por cento); Outros Serviços (1,9 por cento) e Serviços profissionais, administrativos e complementares (0,3 por cento).

Por outro lado, Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio apresentou queda no volume de 0,3 por cento.

O IBGE apontou ainda que o agregado especial das atividades turísticas registrou avanço de 0,7 por cento no mês.

"No resultado há um efeito da Olimpíada, pois alojamento, alimentação e turismo começaram a se beneficiar do evento. Mas julho foi também mês de férias escolares e houve um incremento do turismo no país", explicou Saldanha.

Entretanto, as condições não devem melhorar em agosto, uma vez que o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) aponta forte redução na entrada dos novos trabalhos, apesar da queda dos preços.

(Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira)