Governo do Japão corta avaliação de despesas de capital mas eleva visão de consumo privado

sexta-feira, 16 de setembro de 2016 10:54 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O governo do Japão fez uma avaliação mais fraca das despesas de capital em setembro pela primeira vez em 10 meses, ao mesmo tempo em que melhorou a perspectiva para o consumo privado, refletindo a fragilidade da terceira maior economia do mundo.

O governo manteve a avaliação econômica no seu relatório mensal publicado nesta sexta-feira, no qual descreveu a economia como tendo uma recuperação moderada enquanto ainda mostra fraqueza.

"A economia está em uma recuperação moderada, enquanto uma fraqueza tem sido vista recentemente", disse o Gabinete do Governo no relatório, usando a mesma descrição desde março.

A avaliação vem perto da reunião de política monetária do Banco do Japão na próxima semana. Ela segue um lote recente dos dados que mostram fraqueza nas exportações, na produção industrial e nos gastos das famílias, além de um ganho surpresa nas encomendas de máquinas.

Com o crescimento continuando fraco e a inflação muito abaixo da meta de 2 por cento do Banco do Japão, muitos analistas esperam que o banco central afrouxe mais a política monetária na sua reunião de 20 e 21 de setembro, quando ele vai avaliar os efeitos do seu estímulo monetário.

Por outro lado, o governo elevou sua avaliação sobre o consumo privado, que corresponde a cerca de 60 por cento da economia, dizendo que ele está se mantendo firme como um todo. Foi a primeira revisão em alta desde maio de 2015.

(Por Tetsushi Kajimoto)