S&P corta rating do RJ a "default seletivo" após Estado deixar de pagar empréstimo do BID

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 20:54 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou nesta segunda-feira o rating do Rio de Janeiro para "default seletivo", de "CCC+", após o Estado deixar de pagar 46 milhões de dólares de uma dívida com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A parcela da dívida, que tem garantia da União, venceu no dia 9 de setembro, e o Estado tinha até esta segunda-feira para efetuar o pagamento, o que não ocorreu, disse a S&P.

"Esperamos que o governo soberano honre a garantia que forneceu ao empréstimo do BID", disse a S&P em nota. Se o Rio solucionar o pagamento dessa dívida e permanecer em dia com os demais compromisso, o rating poderá ser elevado.

O Rio de Janeiro vive uma profunda crise financeira, e decretou estado de calamindade pública em junho, antes das Olimpíadas.

(Raquel Stenzel)