Brasil não precisa mudar meta de inflação, diz Ilan

terça-feira, 20 de setembro de 2016 12:33 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse nesta terça-feira que o Brasil não precisa mudar sua meta de inflação, sendo que o BC avalia que o alcance do alvo de 4,5 por cento em 2017 é possível e que a desinflação continuará nos próximos anos.

Falando em evento do BC argentino, em Buenos Aires, Ilan reiterou que a meta de inflação é ambiciosa, mas pode ser cumprida, chamando a atenção para a recente redução nas expectativas para a alta de preços na economia.

(Reportagem de Luc Cohen)