Acordo de estabilização do mercado de petróleo pode durar um ano, diz oficial da Opep

terça-feira, 20 de setembro de 2016 19:42 BRT
 

MOSCOU/LONDRES (Reuters) - Um possível acordo dos principais países produtores do mundo para sustentar os preços do petróleo pode durar mais de um ano, disse o secretário-geral da Opep nesta terça-feira, um período maior do que outros oficiais têm indicado.

Produtores membros e não membros da Opep, como a Rússia, estão discutindo um acordo para estabilizar o mercado a partir de, pelo menos, um congelamento de produção, embora detalhes importantes como um cronograma e os volumes básicos ainda não tenham sido citados.

"Um ano, estamos olhando para um ano", disse Mohammed Barkindo, secretário-geral da Opep, segundo a agência de notícias RIA.

A Rússia e membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo vão participar de um encontro informal em Argel no dia 28 de setembro. O ministro de Energia da Argélia disse na segunda-feira que qualquer medida da Opep para congelar a produção ajudaria a equilibrar o mercado por ao menos seis meses.

Diversos produtores clamaram por um congelamento de produção para combater um acúmulo de produto que desencadeou um colapso nos preços nos dois últimos anos, atingindo sua renda. Negociações anteriores sobre um congelamento fracassaram em abril.

Um potencial obstáculo --a insistência do Irã em aumentar as exportações após o fim de sanções em janeiro-- é um problema menor neste momento, uma vez que os próprios números do Irã sugerem que sua produção está próxima dos níveis pré-sanções.

(Por Vladimir Soldatkin e Alex Lawler)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

    REUTERS LM GB