Eike é investigado na operação Lava Jato, diz procurador

quinta-feira, 22 de setembro de 2016 11:08 BRT
 

(Reuters) - O empresário Eike Batista não é um alvo específico da nova fase da Lava Jato, batizada de Arquivo X em referência ao grupo de empresas de Eike, mas é investigado na operação, disseram nesta quinta-feira membros da força-tarefa.

A nova etapa, que investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo obras da Petrobras para exploração de petróleo no pré-sal, resultou na prisão temporária do ex-ministro a Fazenda Guido Mantega.

Em depoimento expontâneo, Eike narrou fatos e apresentou provas como testemunha e não como colaborador, segundo membros da força-tarefa que concederam entrevista coletiva em Curitiba.

Eike, ex-presidente do Conselho de Administração da OSX, disse aos procuradores ter recebido pedido de Mantega para que fizesse pagamento de 5 milhões de reais no interesse do PT.

(Reportagem de Pedro Fonseca)