Arábia Saudita propõe reduzir produção em acordo da Opep se Irã congelar oferta

sexta-feira, 23 de setembro de 2016 09:28 BRT
 

DUBAI/LONDRES (Reuters) - A Arábia Saudita propôs reduzir a produção de petróleo se seu rival Irã aceitar impor um teto sobre sua oferta neste ano, um importante compromisso às vésperas de negociações na Argélia na próxima semana, disseram à Reuters três fontes com conhecimento das discussões.

A oferta, que ainda tem de ser aceita ou rejeitada por Teerã, foi feita neste mês, disseram as fontes à Reuters sob a condição de anonimato.

Riad está pronta para reduzir a produção para níveis vistos mais cedo neste ano em troca de um congelamento da oferta pelo Irã no nível atual, que é de 3,6 milhões de barris por dia, disseram as fontes.

A produção de Riad subiu desde junho devido à demanda de verão, atingindo um recorde em julho de 10,67 milhões de bpd e caindo para 10,63 milhões de bpd em agosto. Entre janeiro e maio, a Arábia Saudita produziu em torno de 10,2 milhões de bpd.

Duas fontes disseram que a Arábia Saudita e seus aliados da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Emirados Árabes Unidos, Catar e Kuweit, devem contribuir em qualquer redução se um acordo for fechado.

A Arábia Saudita, de longe o maior produtor da Opep, ficaria com o maior corte, segundo as fontes.

Os membros da Opep vão se encontrar nos bastidores de um fórum internacional de energia na Argélia entre 26 e 28 de setembro, e a Rússia, que não é do grupo, também participará do fórum.

(Reportagem da Redação Opep)