Acordo com a GM garante investimento de 554 mi de dólares canadenses, diz sindicato

domingo, 25 de setembro de 2016 17:59 BRT
 

TORONTO (Reuters) - O acordo fechado em 19 de setembro entre o sindicato Unifor do Canadá e a General Motors (GM.N: Cotações) levará a montadora a investir 554 milhões de dólares canadenses (420,840 milhões de dólares) em suas unidades locais, informou o grupo de trabalhadores neste domingo, antes de uma votação para ratificação do acordo.

Em um documento publicado on-line, o sindicato disse que a maior parte do dinheiro irá para as unidades de Oshawa e St. Catharines, na província de Ontário, que vão receber 400 milhões e 150 milhões de dólares canadenses, respectivamente.

O Unifor, que representa cerca de 4 mil trabalhadores da GM, tinha chegado a um acordo preliminar com a empresa apenas alguns minutos antes de um prazo greve.

Os trabalhadores votavam neste domingo se aceitam o acordo, que concedeu alguma segurança no emprego, mas com pensões menos favoráveis ​​do que antes. A GM concordou em renovar o investimento em suas fábricas canadenses, enquanto o sindicato desistiu de benefícios de pensões definidas para os novos contratados.

A ratificação, cujos resultados ainda não foram anunciados, deve afetar cerca de 16 mil trabalhadores representados pelo Unifor com Fiat Chrysler (FCHA.MI: Cotações) e Ford Motor (F.N: Cotações), cujos contratos também são negociáveis.

Se o contrato com a GM for ratificado, o Unifor disse que vai negociar em seguida com a Fiat Chrysler.

(Por Ethan Lou)