Bolsas nos EUA caem 1% com investidores de olho em debate presidencial

segunda-feira, 26 de setembro de 2016 18:43 BRT
 

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos caíram nesta segunda-feira, com o Deutsche Bank pesando sobre as ações financeiras e investidores se preparando para o primeiro debate entre os candidatos à Presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton e Donald Trump.

Grandes bancos lideraram a queda, com investidores preocupados com a possibilidade de que o Deutsche Bank venha necessitar de capital adicional para pagar 14 bilhões de dólares exigidos pelo governo dos EUA para encerrar as queixas contra o banco alemão por venda enganosa de títulos lastreados em hipotecas.

As ações do banco alemão listadas nos EUA recuaram 7,06 por cento para o nível mais baixo da história, após o banco dizer que não precisaria de ajuda do governo alemão, em resposta ao alerta feito pela chanceler alemã Angela Merkel de que o banco não deveria esperar qualquer ajuda.

A corrida para a Casa Branca até agora teve pouco efeito discernível no sentimento, mas isto pode mudar se o embate desta segunda-feira indicar um ganhador claro.

Com apenas seis semanas para a votação em 8 de novembro, alguns investidores veem a disputa acirrada gerando volatilidade em setores como planos de saúde, farmacêuticas e indústrias.

"Wall Street favorece Hillary neste momento porque ela é conhecida. Trump é um coringa", disse o presidente-executivo da Longbow Asset Management, Jake Dollarhide. "Mas eu não acho que seja tarde para Wall Street se tornar calorosa para Trump".

O índice Dow Jones caiu 0,91 por cento, encerrando a 18.094 pontos e o S&P 500 recuou 0,86 por cento, para 2.146 pontos. Já o Nasdaq Composite teve queda de 0,91 por cento, a 5.257 pontos.

(Por Noel Randewich; reportagem adicional Yashaswini Swamynathan)