BC vê inflação abaixo do centro da meta em 2017, e em 3,8% em 2018

terça-feira, 27 de setembro de 2016 09:00 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central passou a ver a inflação ligeiramente abaixo do centro da meta de 4,5 por cento em 2017 pelo cenário de referência, apesar de ter mantido a projeção para este ano, segundo Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta terça-feira, no qual reiterou que deve ver avanços em condições estipuladas previamente antes de cortar os juros básicos.

No documento, a autoridade monetária previu uma inflação medida pelo IPCA em 4,4 por cento em 2017, ante 4,5 por cento em sua última estimativa, feita no comunicado da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do fim de agosto. Para este ano, manteve a estimativa de inflação de 7,3 por cento. Já para 2018, também pelo cenário de referência, o cálculo do BC foi de uma alta do IPCA de 3,8 por cento.

O cenário de referência considera a manutenção da Selic em 14,25 por cento ao ano e o dólar a 3,30 reais por todo o horizonte de previsão. O BC também manteve inalterada no relatório sua perspectiva para o PIB neste ano, de uma contração de 3,3 por cento. Para o ano que vem, previu um crescimento na atividade de 1,3 por cento.

(Por Marcela Ayres)