27 de Setembro de 2016 / às 16:05 / um ano atrás

Demanda e oferta de voos no Brasil caem em agosto, diz setor

Avião da Gol Visto no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. 01/07/2015Sergio Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda por voos domésticos caiu 5,7 por cento em agosto ante o mesmo período de 2015, o décimo terceiro mês consecutivo de retração, informou nesta terça-feira a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

A oferta teve baixa de 5,9 por cento na mesma base de comparação, fazendo com que a lotação das aeronaves ficasse em 78,89 por cento, alta de 0,19 ponto percentual, segundo a entidade.

O fluxo total de passageiros em agosto cedeu 5,9 por cento na comparação anual, para 7,3 milhões de viagens, de acordo com o levantamento.

"Nós de fato começamos a observar uma leve desaceleração da velocidade de queda", disse o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz. Ele ponderou, contudo, que ainda não consegue prever quando haverá uma estabilização e em que patamar, tampouco quando o setor eventualmente começará uma retomada de novo.

"Esperamos que nos próximos meses possamos confirmar essa diminuição e eventualmente um processo de estabilização e, no futuro, de retomada. Em princípio, continuo com a minha avaliação de que um eventual processo de retomada vai se dar vários meses para a frente."

Sanovicz reiterou a expectativa de queda do setor de 9 a 10 por cento em 2016, afirmando que não tem nenhum dado que justifique mudança nessa previsão.

No acumulado do ano, a demanda por voos domésticos caiu 6,5 por cento sobre igual período de 2015, enquanto a oferta teve retração de 6,2 por cento, combinação que fez o aproveitamento das aeronaves de cair 0,29 ponto, para 79,99 por cento.

Entre as companhias, a Gol seguiu como líder no mercado de voos domésticos em agosto, com 35,83 por cento do total. Na sequência, Latam respondeu por 34,85 por cento, Azul somou 17,35 por cento e Avianca obteve 11,97 por cento do market share.

O transporte aéreo de cargas no país teve retração de 2,22 por cento em agosto, acumulando declínio de 8,44 por cento nos oito primeiros meses deste ano.

EXTERIOR

Para viagens internacionais, mercado que as companhias citadas têm cerca de um quarto, a demanda recuou 6,7 por cento em agosto na comparação ano a ano e a oferta diminuiu em 8,8 por cento. O aproveitamento dos aviões ficou em 85,43 por cento, alta de 1,92 ponto percentual.

No mês passado, fluxo de passageiros transportados em voos ao exterior teve queda de 2,3 por cento, para 642 mil passageiros.

Nesse grupo, a Latam ficou com 79,43 por cento do mercado, seguida por Gol (11,08 por cento), Azul (9,37 por cento) e Avianca (0,12 por cento).

No acumulado do ano, a demanda por voos internacionais teve retração de 2,6 por cento, e a oferta caiu 3,5 por cento. A taxa de ocupação cresceu 0,89 ponto, para 82,09 por cento.

Por Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below