State Grid assumirá controle da CPFL em negócio que pode superar R$25 bi

quarta-feira, 28 de setembro de 2016 16:15 BRT
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal chinesa State Grid, maior elétrica do mundo, fechou a compra da fatia dos controladores da maior empresa privada do setor no Brasil, a CPFL Energia, em um negócio que pode ultrapassar 25 bilhões de reais.

Os chineses inicialmente apresentaram uma oferta de quase 6 bilhões de reais pela fatia da construtora Camargo Corrêa na companhia, que foi estendida aos demais controladores, que aceitaram o negócio, o que obrigará a State Grid a fazer uma proposta para aquisição das ações de todos os acionistas minoritários.

O bloco de controle da CPFL tinha como membros, além da Camargo, o fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil, Previ, que anunciou adesão à proposta chinesa na sexta-feira; e Bonaire Participações e Energia SP FIA, que comunicaram suas decisões nesta quarta-feira.

O Bonaire, companhia de participações formada por fundos de pensão como Funcesp, Petros, Sistel e Sabesprev, disse que sua decisão refere-se somente às ações vinculadas ao bloco de controle; para os demais papéis, haverá deliberação assim que for apresentada nova proposta de compra pelos chineses.

Com atuação em geração, distribuição, comercialização e transmissão de eletricidade, a CPFL Energia possui 31,9 por cento das ações em circulação no mercado.

A companhia apresentou receita operacional bruta de 14,2 bilhões de reais no primeiro semestre deste ano, com lucro líquido de 473 milhões de reais.

A State Grid chegou ao mercado brasileiro em 2010, com aquisições no setor de transmissão de energia que somaram quase 1 bilhão de dólares, e tem investido fortemente no país desde então.

(Por Luciano Costa)