Dólar tem nova queda com avanço em encontro sobre petróleo

quarta-feira, 28 de setembro de 2016 18:34 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar devolveu a alta ante o real exibida mais cedo e fechou a sessão desta quarta-feira com queda, depois que os preços do petróleo dispararam com a informação de um acordo sobre a produção.

O dólar recuou 0,28 por cento, a 3,2218 reais na venda. Na terça-feira, a moeda já havia recuado 0,51 por cento. Na mínima, a moeda marcou 3,2198 reais e, na máxima, 3,2557 reais. O dólar futuro cedia cerca de 0,4 por cento esta tarde.

"O salto do petróleo criou ambiente para o dólar perder força e a fala do Evans (presidente do Fed de Chicago, Charles Evans) de que o ambiente de juros baixo nos Estados Unidos deve ser mantido por algum tempo acabou ajudando", justificou um operador de uma corretora nacional.

Uma fonte da Opep disse nesta tarde que a organização chegou a um acordo para limitar a produção de petróleo, e isso deu sustentação aos preços da commodity.

O dólar perdeu força imediatamente e, no Brasil, anulou os ganhos e passou a oscilar entre pequenas altas e baixas com a notícia.

Evans disse que as taxas de juros devem seguir baixas por algum tempo no país e que o aumento não deve acontecer tão rápido.

Ele, no entanto, não vota nos encontros do comitê de mercado aberto do Fed. Pela manhã, o presidente do Fed de Minneapolis, que também não vota, Neel Kashkari, havia dito que a economia não estava sobreaquecida e chegou a influenciar pontualmente o dólar, já que o mercado entendeu naquele momento que não haveria necessidade de alta de juros neste ano.

Mas quem de fato conduziu o mercado na maior parte da sessão foi a chair do Fed, Janet Yellen, ao reforçar a percepção de que a economia dos Estados Unidos está mais forte, fazendo com que o mercado ampliasse as apostas de um aumento de juros na maior economia do mundo este ano.   Continuação...

 
Cédulas de um dólar norte-americanos são examinadas em Washington, nos Estados Unidos
14/11/2014
REUTERS/Gary Cameron/File Photo