Importação de açúcar da Índia deve subir para 2 mi t em 2016/17, diz Rabobank

quinta-feira, 29 de setembro de 2016 17:38 BRT
 

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia deve provavelmente importar 2 milhões de toneladas de açúcar durante o ano 2016/17, uma vez que é provável que o consumo do país supere a produção pela primeira vez em sete anos, disse um analista do Rabobank Cingapura nesta quinta-feira.

A produção de açúcar da Índia pode cair para 23,3 milhões de toneladas no ano comercial 2016/17 que começa em 1º de outubro, disse Kelvin Chow em uma conferência do setor em Nova Délhi, uma vez que duas secas consecutivas afetaram as lavouras de cana em Maharashtra, principal Estado produtor.

A estimativa de Chow é o dobro da previsão de importação de açúcar feita por um operador de açúcar da Louis Dreyfus Commodities na quarta-feira durante a mesma conferência.

As importações da Índia, maior consumidora de açúcar do mundo, podem sustentar ainda mais os preços globais que estão sendo negociados próximos de máximas de 4 anos em razão de uma escassez inesperada na oferta.

A demanda do país na nova temporada é estimada em 25,6 milhões de toneladas, disse a Associação das Usinas de Açúcar Indianas nesta quarta-feira.

A produção mais baixa na Índia vai ajudar a ampliar o déficit global de açúcar bruto para 7,5 milhões de toneladas em 2016/17, ante 6,7 milhões de toneladas no ano passado, disse Chow.

(Por Mayank Bhardwaj)