Bovespa cai 1,7% com piora em Wall Street e preocupação com Deutsche Bank

quinta-feira, 29 de setembro de 2016 18:13 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou com seu principal índice em queda nesta quinta-feira, pressionada pela piora no mercado acionário nos Estados Unidos e com as preocupações com o Deutsche Bank aumentando a aversão a risco.

O Ibovespa caiu 1,69 por cento, a 58.350 pontos e perdendo o patamar dos 59 mil pontos reconquistados na véspera.

O giro financeiro da sessão foi de 6,3 bilhões de reais.

A agência de notícias Bloomberg noticiou que fundos retiraram parte do dinheiro em excesso e desmontaram posições mantidas junto ao Deutsche Bank, o que levou a uma queda de mais de 6 por cento dos ADRs do banco alemão.

A causa imediata da crise do Deutsche é uma multa, questionada pelo banco alemão, de até 14 bilhões de dólares aplicada pelo Departamento de Justiça dos EUA, por conta de operações com títulos lastreados em hipotecas.

O mau humor contaminou a bolsa paulista de forma generalizada, com a maioria das ações que operavam no azul mais cedo não conseguindo sustentar o fôlego até o fim do pregão.

A preocupação com a saúde o banco alemão também pressionou Wall Street, onde o S&P 500 caiu 0,93 por cento, ofuscando a recuperação dos preços do petróleo, que firmaram-se em alta durante a tarde e fecharam com ganhos acima de 1 por cento.

  Continuação...