Produção de açúcar da UE se recupera apesar de safras mistas de beterraba

quinta-feira, 29 de setembro de 2016 19:31 BRT
 

PARIS (Reuters) - A produção de açúcar na União Europeia deve subir fortemente neste ano, ajudada por uma recuperação na Alemanha e na Polônia após fracas safras em 2015, mas o aumento será limitado por danos provocados por chuva na França, principal produtora da UE, e no Reino Unido, disseram produtores e analistas.

Os futuros do açúcar branco acumulam alta de 70 por cento ao longo do último ano, sendo negociados em máximas de quatro anos nesta quinta-feira, por perspectivas de estoques apertados, elevando as esperanças de produtores de açúcar para uma boa safra da colheita da beterraba que está começando na Europa.

A consultoria agrícola France AgriMer estimou nesta quinta-feira a produção de açúcar da UE para 2016 em 17,3 milhões de toneladas, 16 por cento acima do baixo nível de 14,9 milhões de toneladas produzidas em 2015/16, baseando sua previsão em diversas fontes, incluindo a própria e fontes oficiais da UE.

Na França, o ministério da Agricultura estimou que a safra irá cair 1,1 por cento ante o ano passado e 6 por cento abaixo da média de cinco anos de 33,1 milhões de toneladas, uma vez que a baixa produtividade irá superar o aumento na área.

"Nós teremos uma produtividade moderada por conta do clima ruim, incluindo chuvas excessivas e pouco sol na primavera", disse Alain Jeanroy, chefe do grupo de produtores de açúcar de beterraba CGB, acrescentando que os resultados variam de região para região.

Na Alemanha, segunda maior produtora de beterraba da UE, a produção 2016/17 de açúcar refinado vai subir para 3,95 milhões de toneladas, 34 por cento acima da fraca safra da temporada anterior, disse a associação alemã de indústrias do açúcar WVZ.

(Por Sybille de La Hamaide, Michael Hogan e Nigel Hunt)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

    REUTERS LM GB