Setor de serviços britânico cresce com força e PIB do 2º tri é revisado para cima

sexta-feira, 30 de setembro de 2016 08:42 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O gigante setor de serviços britânico cresceu com mais força do que o esperado em julho, no mais claro sinal até agora de que a economia não desacelerou com força após a decisão do Reino Unido em junho de deixar a União Europeia.

A Agência Nacional de Estatísticas também informou que a economia cresceu mais rapidamente do que estimado inicialmente entre abril e junho, período anterior ao referendo.

"Juntos, esses novos dados tendem a sustentar a visão de que não tem havido nenhum sinal de um choque imediato à economia, embora o quadro completo continuará a surgir", disse o funcionário da agência Darren Morgan.

Os dados podem dissuadir o banco central britânico de dar prosseguimento ao seu plano de cortar os juros novamente em sua próxima reunião, embora a economia ainda tenda a desacelerar acentuadamente no próximo ano, quando o impacto total do referendo deve ser sentido.

A economia cresceu 0,7 por cento no segundo trimestre na comparação com o primeiro, contra estimativa anterior de 0,6 por cento. Na comparação com o segundo trimestre de 2015 o crescimento foi de 2,1 por cento, sobre estimativa anterior de 2,2 por cento.

A demanda dos consumidores continuou como o grande motor do crescimento, com a despesa das famílias crescendo 0,9 por cento em relação ao primeiro trimestre, mesmo com sua renda disponível crescendo mais lentamente.

(Reportagem de William Schomberg e David Milliken)