Baixa qualidade de sementes de soja dobra custo de semeadura em áreas da Argentina

sexta-feira, 30 de setembro de 2016 15:47 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Problemas de qualidade nas sementes de soja na Argentina, provocados por fortes chuvas no início do ano, estão dobrando os custos da semeadura do grão da safra 2016/17 em importantes regiões agrícolas do país, disseram fontes do setor.

Fortes tempestades afetaram em abril a principal região agropecuária argentina, o que provocou perdas significativas na colheita de soja 2015/16 do principal fornecedor mundial do óleo e da farinha derivados da oleaginosa.

Agora, semanas antes do início da semeadura da safra 2016/17, os efeitos dessas chuvas continuam gerando dores de cabeça para os produtores, que terão de comprar novas sementes em vez de usar sementes de sua própria colheita, o que provoca um aumento nos custos produtivos.

As regiões cujas sementes foram mais afetadas pelo excesso de água são as províncias de Santa Fé e Entre Rios, cuja área representa 25 por cento dos 20,6 milhões de hectares semeados com soja na safra passada.

Em áreas como na cidade de Totoras, no sul de Santa Fé, os danos atingiram metade das sementes obtidas.

"De todas as sementes colhidas depois do temporal de abril, não serve nada", disse à Reuters o gerente local da entidade Agricultores Federados Argentinos em Totoras, Gustavo Adorante.

(Por Maximilian Heath)