China deve leiloar 350 mil t de açúcar de reservas estatais em outubro

sexta-feira, 30 de setembro de 2016 15:59 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China, maior compradora de açúcar do mundo, vai leiloar 350 mil toneladas de açúcar de suas reservas estatais no fim de outubro, disse o órgão de planejamento do país nesta sexta-feira, uma medida que poderia afetar os preços globais da commodity, que são negociados perto da máxima em quatro anos.

O preço mínimo do leilão será estabelecido em 6.000 iuanes (900 dólares) por tonelada, disse a Comissão de Desenvolvimento e Reforma Nacional em seu site.

A venda, a primeira em cinco anos, vinha sendo amplamente antecipada, com os preços locais pairando perto de 6.000 iuanes desde que atingiram esse nível no fim de julho.

A China comprou açúcar para suas reservas pela última vez em 2013 pelo preço base de 6.100 iuanes (915 dólares) por tonelada, o que levou a uma visão de que os preços precisariam estar nesse nível para o país vender os estoques sem ter perdas.

Operadores disseram que a venda já foi levada em conta nos preços e o pequeno volume não deverá gerar um grande impacto no mercado.

"Não é uma situação baixista na China por conta da quantidade", disse um operador baseado em Singapura, que não quis ser identificado porque não tem permissão para falar com a imprensa.

"Vai haver mais (leilões). A questão é quando eles vão liberar o próximo lote", adicionou o operador.

(Por Dominique Patton)