Ministro do Reino Unido diz que quer comércio o mais livre possível com a UE

domingo, 2 de outubro de 2016 14:48 BRT
 

BIRMINGHAM, Inglaterra (Reuters) - O Reino Unido buscará manter os termos comerciais com a União Europeia o mais livres possível durante suas negociações de saída do bloco, mas insistirá em assumir o controle dos negócios do próprio país, disse o ministro responsável pelo Brexit, David Davis, neste domingo.

O governo conservador está usando a conferência anual de seu partido para acabar com semanas de silêncio estabelecendo planos para começar a implementar o resultado do referendo de 23 de junho, no qual 52 por cento dos britânicos votaram para deixar o bloco, contra 48 por cento.

"Queremos manter o comércio entre nós o mais livre possível, sem trair a instrução que recebemos do povo britânico para retomar o controle de nossos próprios negócios", disse Davis na conferência na cidade de Birmingham.

Mais cedo, a primeira ministra Theresa May disse que o Reino Unido daria início ao processo legal de saída da UE, o chamado "Artigo 50" até o fim de março do ano que vem, para acabar com a incerteza dos investidores sobre quanto tempo levará o processo e quando começará.

(Por William James)