Ministro da Economia alemão acusa Deutsche Bank de especulação

domingo, 2 de outubro de 2016 17:45 BRT
 

TEERÃ (Reuters) - O ministro da Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, acusou o Deutsche Bank neste domingo de jogar a culpa por sua crise em especuladores e disse que o banco promoveu ele mesmo um modelo de negócios baseado na especulação.

"Eu não sei se eu deveria rir ou chorar pelo fato de um banco que fez da especulação um modelo de negócio agora dizer que é uma vítima de especuladores", disse Gabriel a jornalistas em um vôo para o Irã, que ele visitará junto a uma comitiva de negócios.

Ele adicionou que está preocupado com o futuro dos empregados do banco.

O Deutsche, que é o maior banco da Alemanha e emprega cerca de 100 mil pessoas, tem sido engolido por uma crise após o Departamento de Justiça dos Estados Unidos pedir à instituição um pagamento de até 14 bilhões de dólares pela negociação de ativos lastreados em hipotecas antes da crise financeira.

(Por Gernot Heller)

 
Ministro da Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, participa de coletiva de imprensa após reunião do Conselho Financeiro Franco-Germânico em Berlim, Alemanha
23/09/2016 REUTERS/Axel Schmidt