Importação de minério de ferro pela China sobe em setembro, mostram dados da Reuters

segunda-feira, 3 de outubro de 2016 13:19 BRT
 

LONDRES (Reuters) - As importações chinesas de minério de ferro subiram em setembro, segundo dados da Reuters, com siderúrgicas locais elevando produção em face a tensões no mercado global sobre as exportações de aço do país.

O dados da Thomson Reuters Supply Chain and Commodity Forecasts mostraram que 82,5 milhões de toneladas de minério chegaram aos portos da China em setembro, alta de 2,5 por cento sobre agosto e não muito longe dos níveis recordes de julho.

As informações, baseadas em dados de rastreamento de navios e de estatísticas portuárias, não se igualam perfeitamente aos dados oficiais da alfândega chinesa, mas tipicamente não ficam mais do que 4 por cento distantes dos volumes oficiais. A China, que consome dois terços do minério negociado no mercado internacional, irá divulgar dados de importação de setembro em 8 de outubro.

O analista Carsten Menke, do Julius Baer, disse que as importações pela China podem permanecer fortes até o final do ano, mas apenas porque as usinas de aço irão substituir minério doméstico por minério estrangeiro mais barato, e não porque há um aumento na demanda por aço ou melhores preços para o produto.

"Há muito minério vindo para a China ao mesmo tempo que a demanda por aço diminui sazonalmente", disse.

As exportações de aço da China em 2016 caminham para bater o recorde do ano passado, de 112 milhões de toneladas, apesar do aumento da competição com rivais globais, que têm acusado as vendas baratas da China de dumping, depois de uma redução do consumos doméstico.

Outro fator que estimula as importações de minério de ferro pela China é um recuo de 6 por cento nos preços do minério no mês passado, embora no curto prazo a demanda por aço deva diminuir junto com a pausa na construção civil durante o inverno e com uma desaceleração do pacote de estímulos econômico do governo chinês.

(Por Maytaal Angel)

 
Funcionário marcando barras de ferro e aço em fábrica em Huai'an, China.   18/02/2008      REUTERS/Patty Chen/File Photo