BNDES eleva crédito para energia solar e reduz apoio a grandes hidrelétricas

segunda-feira, 3 de outubro de 2016 13:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta segunda-feira novas condições para financiamento a projetos de geração de energia, que incluem o aumento na participação no crédito a usinas solares e a redução nos empréstimos pela taxa de juros de longo prazo (TJLP) a grandes hidrelétricas.

Segundo a instituição, serão mantidos os percentuais máximos de participação no banco para crédito a usinas eólicas, pequenas hidrelétricas, biomassa e cogeração, ao mesmo tempo em que não haverá mais apoio a termelétricas poluentes, a carvão e óleo combustível. A política também não incluirá a concessão de empréstimos-ponte.

(Por Luciano Costa)

 
Sede do BNDES, no centro do Rio de Janeiro.      20/08/2014           REUTERS/Pilar Olivares