Praet, do BCE, diz à banqueiros que juros baixos vão continuar

terça-feira, 4 de outubro de 2016 09:01 BRT
 

MADRI, (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) deve manter suas taxas de juros baixas até que ele atinja sua meta de inflação, disse nesta terça-feira o economista-chefe do BCE, Peter Praet, argumentando que não cabe à instituição fortalecer os lucros dos bancos.

Os bancos se queixam de que as taxas ultrabaixas do BCE estão corroendo suas margens de empréstimos, especialmente em países onde o dinheiro é abundante e a concorrência é feroz, como a Alemanha.

Praet reconheceu as queixas dos bancos, mas disse que o BCE vai manter sua política monetária, que inclui uma taxa sobre o depósitos dos bancos, até trazer a inflação de volta ao seu alvo de quase 2 por cento.

"O BCE vai preservar sua posição acomodativa até que a inflação retorne ao nosso objetivo", disse Praet em um evento em Madri. "As taxas de juros muito baixas provavelmente continuarão por um longo período de tempo."

Ele argumentou que a chave para restaurar os lucros dos bancos não está na política monetária: "A melhoria duradoura nas perspectivas do sistema bancário da zona do euro requer mais esforços fora do domínio da política monetária".

"Isso inclui, principalmente, a conclusão rápida e rigorosa da união bancária e ajustes adicionais no setor bancário, no sentido de melhores modelos de eficiência de custos e de negócios que permaneçam viáveis ​​no novo ambiente regulatório e macroeconômico", acrescentou.

(Por Sarah White)