Ameaça de "Brexit difícil" faz com que índices caiam em Wall Street

terça-feira, 4 de outubro de 2016 17:57 BRT
 

(Reuters) - As ações norte-americanas caíram nesta quarta-feira, com investidores preocupados sobre a saída do Reino Unido da União Europeia e a perspectiva de um aumento de juros pelo Federal Reserve, banco central norte-americano, nos próximos meses.

Foi a segunda sessão consecutiva de perdas em Wall Street, onde investidores já mostram insegurança devido à incerteza sobre a apertada corrida presidencial de 8 de novembro.

O índice Dow Jones caiu 0,47 por cento, encerrando a 18.168 pontos, o S&P 500 recuou 0,5 por cento, para 2.150 e o Nasdaq Composite caiu 0,21 por cento, para 5.289 pontos.

A libra esterlina caiu para a mínima em mais de três décadas após a primeira ministra britânica, Theresa May, dizer que, com a saída do Reino Unido da União Europeia, haverá "solavancos na estrada".

Embora a libra mais fraca tenha feito com que as ações britânicas subissem, houve um aumento das preocupações entre os investidores norte-americanos.

A angústia sobre um futuro aumento de taxas de juros também voltou à dianteira, após o presidente do Federal Reserve de Richmond, Jeffrey Lacker, dizer que teria votado em favor de um aumento de juros na última reunião do comitê se pudesse fazê-lo.

(Por Noel Randewich; reportagem adicional por Yashaswini Swamynathan)