Google faz novo esforço em área de hardware com celular Pixel

terça-feira, 4 de outubro de 2016 19:37 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google, da Alphabet Inc, anunciou nesta terça-feira uma nova versão do celular inteligente Pixel e um dispositivo de realidade virtual, na mais recente tentativa da empresa de entrar no mercado de bens de consumo eletrônicos e desafiar o domínio do iPhone da Apple na parte nobre do mercado global de smartphones, que movimenta 400 bilhões de dólares.

A sequência de anúncios, incluindo o celular Pixel de 649 dólares, um novo roteador Wi-Fi e seu assistente digital ativado por voz para salas de estar, chamado Home, é o sinal mais claro até o momento de que o Google pretende competir diretamente com a Apple, a Amazon.com e até com fabricantes de celulares que usam seu próprio sistema operacional Android, para criar um universo de aparelhos e serviços integrados.

O dispositivo de realidade virtual aumenta a competição com o Facebook, proprietário do Oculus, enquanto seu dispositivo Home o coloca diretamente na batalha para produzir um assistente digital que pode reagir a comandos de voz para unir produtos e forjar um laço mais forte com o usuário.

Esta nova gama de dispositivos mostra o Google mudando para um controle mais firme de seus produtos, depois de anos oferecendo seu software para fabricantes de dispositivos móveis, o que transformou o Android no sistema para smartphones mais utilizado no mundo.

Os executivos do Google se gabaram ao afirmar que o Pixel foi totalmente desenvolvido pela empresa, do início ao fim, o que lhe confere uma vantagem embutida na distribuição de muitos serviços do Google baseados na internet.

O telefone vem em dois tamanhos, tem uma câmera de alta qualidade e uma tela sem botões. "Além da câmera, os novos Google Pixels não diferem muito dos telefones de sétima geração da Apple e da Samsung", disse o analista do setor Patrick Moorhead.

O Google disse que trabalharia exclusivamente com uma única operadora nos Estados Unidos, a Verizon Communications, para comercializar o Pixel, medida similar ao acordo da Apple para lançar o iPhone original com a AT&T. Este acordo deu à Apple controle sem precedentes sobre a aparência do telefone e como ele funcionava.

O Google também anunciou o "Daydream View", dispositivo de realidade virtual que trabalha com os celulares do Google e estará disponível em novembro por 79 dólares, a tempo da temporada de compras de fim de ano. O Home estará disponível por 129 dólares, e incluirá um período de seis meses de YouTube sem anúncios.

(Por Julia Love, reportagem adicional por Peter Henderson)