Expansão empresarial da zona do euro perde força em setembro, mostra PMI

quarta-feira, 5 de outubro de 2016 08:05 BRT
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - A atividade empresarial da zona do euro cresceu em setembro à taxa mais fraca desde o início de 2015, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), no mais recente sinal de que a economia do bloco está perdendo força.

O PMI Composto final do Markit para a zona do euro atingiu 52,6 em setembro, igualando a leitura preliminar mas abaixo dos 52,9 de agosto, no nível mais baixo desde janeiro de 2015. O índice permanece acima da marca de 50 que divide crescimento de contração desde meados de 2013.

"Embora o PMI sugira que a economia da zona do euro continuou a crescer a um ritmo de 0,3 por cento no terceiro trimestre, há sinais de que a força está diminuindo", disse o economista-chefe do IHS Markit Chris Williamson.

Mas para alívio do Banco Central Europeu, as empresas mantiveram os preços no mês passado pela primeira vez desde setembro de 2015. O índice de preço de produção, que ficou abaixo da marca de 50 na maior parte dos últimos cinco anos, ficou agora em 50.

A expansão no dominante setor de serviços do bloco também perdeu força. O PMI caiu a 52,2 de 52,8, contra leitura preliminar de 52,1, sendo o nível mais baixo desde o final de 2014.

 
Estátua do logo do euro vista na ex-sede do Banco Central Europeu em Frankfurt.    20/01/2015        REUTERS/Kai Pfaffenbach/Files