Dólar cede 1% e fecha a R$3,2193 com exterior e apoio da base à PEC dos gastos

quarta-feira, 5 de outubro de 2016 17:32 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu mais de 1 por cento ante o real nesta quarta-feira, influenciado pela busca por risco no exterior e pela notícia de que a base aliada do governo fechou questão para aprovar a proposta que limita o crescimento dos gastos públicos.

O dólar recuou 1,1 por cento, a 3,2193 reais na venda. A moeda registrou mínima de 3,2180 reais e máxima de 3,2615 reais. O dólar futuro cedia 1,29 por cento.

"O dólar ampliou bastante a queda internamente após a notícia do apoio. Agora a base inteira fechou questão para aprovar a PEC. Se ninguém trair ninguém, tá aprovada", justificou o operador de renda fixa da Mirae Corretora, Olavo Souza.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos à inflação do ano anterior é a principal medida de ajuste fiscal do governo do presidente Michel Temer.

A aprovação das medidas de ajuste, se confirmada, deve melhorar o sentimento do investidor e atrair recursos para o país.

"O mercado vive da expectativa de entrada de fluxo, com venda de ativos e até mesmo repatriação. Ninguém quer ficar posicionado na compra. Há movimento pontual de alta, mas a trajetória é de baixa", comentou o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

A aprovação da urgência para a votação do projeto de regularização de recursos não declarados no exterior também contribuiu para a trajetória de baixa do dólar ante o real.

No exterior, os dados divulgados nesta quarta-feira foram mistos, mas o mercado reagiu prontamente aos números da ADP sobre criação de vagas de trabalho em setembro no setor privado dos Estados Unidos, que veio abaixo do estimado.   Continuação...