Wal-Mart acelera investimento em e-commerce para competir com Amazon

quinta-feira, 6 de outubro de 2016 08:21 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - O Wal-Mart Stores está acelerando seus investimentos em comércio eletrônico, em uma tentativa de diminuir a diferença com a Amazon.com e ocupar uma posição ainda mais dominante no varejo.

O maior varejista do mundo está agora no caminho de dobrar o número de centros de estoques dedicados a vendas online para 10 até o final de 2016, de acordo com Justen Traweek, vice-presidente da rede de distribuição e execução do e-commerce.

Esse ritmo é mais rápido do que os 8 centros de distribuição que consultores da indústria esperavam que o Wal-Mart fosse construir até o final de 2017.

Ao mesmo tempo, a companhia instalou no ano passado novas tecnologias, como triagem automatizada de produtos e melhor rastreamento, que pela primeira vez os coloca em pé de igualdade com instalações robóticas da Amazon, de acordo com consultores da cadeia de fornecimento.

"Dobramos nossa capacidade nos últimos 12 meses e isso nos permite enviar para a maioria da população dos EUA em um dia", disse Traweek.

O Wal-Mart realiza encontro com investidores nesta quinta-feira, quando, entre outros temas, há expectativa de que atualize sobre os progressos que tem feito em seus negócios de comércio eletrônico.

O Wal-Mart, que tem cerca de 4.600 lojas nos Estados Unidos e mais de 6.000 em todo o mundo, tem investido em e-commerce por 15 anos, mas ainda está muito aquém da Amazon.

(Por Nandita Bose)