Sergio Leite diz que reassumirá diretoria comercial da Usiminas após deixar presidência-executiva

quinta-feira, 6 de outubro de 2016 14:07 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O executivo veterano da Usiminas Sergio Leite afirmou nesta quinta-feira que continuará na produtora de aços planos, mesmo após a Justiça de Minas Gerais ter decidido na véspera pela anulação de sua eleição ao posto de presidente-executivo da companhia.

Leite havia deixado em maio a vice-presidência comercial da Usiminas para assumir a presidência-executiva da companhia.

"Volto a ocupar o cargo de vice-presidente Comercial na nova diretoria e continuarei inteiramente à disposição para que a companhia assuma plenamente o seu lugar de destaque na indústria brasileira do aço", afirmou Leite em comunicado à imprensa.

Na véspera, a Justiça de Minas Gerais decidiu aceitar pleito da Nippon Steel, uma das controladoras da Usiminas, pela anulação da reunião do conselho de administração da empresa realizada em 25 de maio, que elegeu Leite como presidente. Com a decisão judicial, Rômel de Souza, apoiado pela Nippon, voltará ao comando da siderúrgica.

A Nippon Steel e a sua sócia na Usiminas Techint, que apoia Leite, travam desde 2014 uma das maiores disputas corporativas da história recente do país pelo controle das operações da siderúrgica brasileira.

As ações da Usiminas exibiam queda de 1,88 por cento às 13h57, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 0,45 por cento.

"Como cidadão, creio na solidez e na força das instituições e respeito a decisão da Justiça. Confio que a diretoria da companhia continuará, com muita competência, tomando as medidas necessárias para a retomada da maior fabricante de aços planos do Brasil", acrescentou Leite no comunicado distribuído pela Usiminas.

A empresa não informou se as partes já foram oficialmente notificadas sobre a decisão da 11a Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de Raquel Stenzel)