Criação de vagas de trabalho nos EUA deve reforçar cenário para aumento de juros

sexta-feira, 7 de outubro de 2016 07:16 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos provavelmente acelerou em setembro, colocando pressão sobre o banco central norte-americano para elevar a taxa de juros e sinalizando que a força da economia pode estar aumentando antes das eleições presidenciais.

A expectativa é de que o relatório de emprego apresente a criação de 175 mil novas vagas de trabalho no mês passado, contra 151 mil em agosto, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas.

Isso ficaria em torno da média mensal de criação de vagas até agora neste ano, o que a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, afirmou no mês passado ser "insustentável" e que poderia levar ao longo do tempo a economia a superaquecer.

Yellen tem dito que a economia precisa criar pouco menos de 100 mil vagas por mês para acompanhar o crescimento da população.

O Departamento do Trabalho divulgará seu relatório de emprego nesta sexta-feira às 9:30 (horário de Brasília) e os dados devem mostrar ainda que a taxa de desemprego permaneceu em 4,9 por cento.

"Um relatório forte de emprego vai reforçar a necessidade de um aumento dos juros", disse esta semana o presidente do Fed de Richmond, Jeffrey Lacker, referindo-se à previsão de crescimento do emprego.

Será o último relatório de emprego antes da reunião de 1 e 2 de novembro do Fed. Investidores não veem praticamente nenhuma chance de um aumento nessa reunião, devido à proximidade com a eleição presidencial em 8 de novembro.