Perspectiva para inflação este ano cai pela 4ª vez, a 7,04%

segunda-feira, 10 de outubro de 2016 09:20 BRT
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - A expectativa de inflação para este ano diminuiu pela quarta semana seguida, enquanto o cenário de economistas para a política monetária em 2016 permaneceu inalterado.

A alta do IPCA ao final de 2016 passou a ser projetada em 7,04 por cento na pesquisa Focus do Banco Central, contra 7,23 por cento no levantamento anterior.

Já para 2017 houve ligeira correção para baixo na projeção de inflação, a 5,06 por cento sobre 5,07 por cento antes.

Em setembro, o IPCA atingiu o menor nível em pouco mais de dois anos, uma alta de 0,08 por cento, favorecido pela queda dos preços dos alimentos. Em 12 meses até setembro, a alta acumulada caiu para 8,48 por cento, leitura mais baixa desde maio de 2015.

A pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo BC mostrou ainda que permanece a expectativa de corte de 0,25 ponto percentual na Selic na reunião da semana que vem do Comitê de Política Monetária (Copom)

Atualmente em 14,25 por cento, a previsão para a taxa básica de juros é de mais um corte na mesma proporção no último encontro do ano, terminando o ano a 13,75 por cento. Para 2017 também não houve mudança na expectativa de que a Selic encerrará a 11 por cento.

O Top-5, que reúne os economistas que mais acertam as previsões, também continua vendo corte de 0,25 ponto na Selic na próxima semana, mantendo as estimativas de que a taxa terminará este ano em 13,75 por cento e o próximo em 11,25 por cento.

Sobre a economia, a contração do Produto Interno Bruto (PIB) esperada para este ano é de 3,15 por cento, contra previsão anterior de queda de 3,14 por cento. Para 2017, os economistas consultados veem recuperação com um crescimento de 1,30 por cento, sem alterações.

 
Sede do Banco Central, em Brasília.     23/09/2015      REUTERS/Ueslei Marcelino