Chinesa Three Gorges compra usinas da Duke e vira vice-líder em geração no Brasil

segunda-feira, 10 de outubro de 2016 14:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica chinesa Three Gorges Corporation fechou contrato comprar por cerca de 1,2 bilhão de dólares os ativos da norte-americana Duke Energy no Brasil, que incluem cerca de 2 gigawatts em hidrelétricas no Estado de São Paulo, informou a Duke Energy nesta segunda-feira.

Com a conclusão da transação, os chineses irão ultrapassar a francesa Engie, tornando-se a segunda maior holding de geração do Brasil, atrás apenas da estatal federal Eletrobras.

O negócio bilionário também mostra o forte interesse dos chineses pelo setor elétrico brasileiro, onde a State Grid fechou no último mês a compra da líder privada de mercado, CPFL Energia, que pode envolver mais de 25 bilhões de reais.

Já a Duke Energy, que pretende focar sua atuação no mercado regulado dos Estados Unidos, segue em busca de compradores para o restante de seus ativos na América Latina, que inicialmente seriam vendidos junto com a unidade brasileira.

"Estamos em meio ao processo de negociação da venda dos nossos demais ativos nas Américas Central e do Sul e esperamos fazer mais um anúncio em breve", disse em nota o presidente executivo da Duke Energy, Lynn Good.

Em nota, a China Three Gorges destacou que a conclusão da aquisição levará a companhia a um total de 8,1 gigawatts em capacidade instalada no Brasil.

O parque gerador da elétrica chinesa ultrapassaria com isso os 7,3 gigawatts da Engie e os 6,2 gigawatts da Petrobras, o que coloca a companhia atrás apenas de Chesf, Furnas e Eletronorte, todas elas subsidiárias da Eletrobras, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

"Esta transação é mais um passo importante para consolidar nossa estratégia de ser uma empresa de energia limpa relevante no Brasil. Estamos satisfeitos com a qualidade desses ativos", afirmou o presidente executivo da China Three Gorges no Brasil, Li Yinsheng.

  Continuação...