Samsung interrompe venda de Galaxy Note7 e recomenda a usuários desligar o smartphone

segunda-feira, 10 de outubro de 2016 21:30 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics disse nesta terça-feira (horário local) para os consumidores pararem de usar os celulares Galaxy Note7, enquanto investiga relatos de fogo no dispositivo, em uma tentativa da gigante da tecnologia de conter a crise de recall do aparelho.

A maior fabricante de smartphones do mundo disse que pediu a todas as operadores de telefonia globalmente que interrompam a venda e a troca do Note7, enquanto trabalha com reguladores para investigar o problema.

"Consumidores com o Galaxy Note7 original ou substituído devem desligar os aparelhos e deixar de usá-los", disse a gigante sul-coreana.

A decisão da Samsung de retirar das prateleiras os Note7 pela segunda vez em dois meses ressalta a luta da empresa para corrigir os problemas.

O dispositivo foi lançado em agosto para competir com o mais recente iPhone da Apple pela supremacia no mercado de smartphones. Bem recebido pela crítica, o seu primeiro problema foi a escassez, com as pré-encomendas superando a oferta do produto.

Mas poucas semanas após o lançamento, imagens de smartphones Note7 carbonizados começaram a aparecer na mídia social, no primeiro sinal de que algo estava seriamente errado com o dispositivo.

A empresa já fez o recall de 2,5 milhões de Note7 por causa das baterias com defeito, mas os últimos relatos de danos nos dispositivos substituídos estão levantando novas dúvidas sobre o controle de qualidade da empresa.

Edward Snyder, diretor da Charter Equity Research, disse ser importante retirar o Note7 do mercado.

"Isso provavelmente matou a marca Note7, quem sabe se eles vão ser até mesmo autorizados a relançá-lo", disse Snyder.   Continuação...