Exportação de café do Brasil cai em setembro, diz Cecafé em relatório preliminar

terça-feira, 11 de outubro de 2016 14:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os registros de embarques de café do Brasil, incluindo café verde e industrializado, somaram 2,5 milhões de sacas em setembro, queda de 21,5 por cento ante mesmo mês de 2015, devido a efeitos burocráticos de uma greve na alfândega do porto de Santos (SP), principal porto de saída de contêineres de café do Brasil, disse nesta terça-fera o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) em um relatório preliminar.

"Levando em consideração os certificados emitidos e ainda não liberados por conta da greve, as exportações brasileiras de café em setembro de 2016 saltariam dos 2,5 milhões de sacas para aproximadamente 3 milhões", disse a entidade em relatório mensal.

A entidade ressaltou, por meio da assessoria de imprensa, que o fluxo de embarques de café não tem sido prejudicado, mas que a greve atrapalha o trabalho de contabilização das exportações.

Os números de exportações de agosto, publicados inicialmente na primeira quinzena de setembro, acabaram sendo revisados na semana passada, após a aquisição de novos dados pelo Cecafé.

Em agosto, a entidade registrou 3,01 milhões de sacas exportadas, ante os 2,69 milhões da divulgação inicial.

"Temos convicção de que é algo pontual. Assim que tudo for regularizado, os números serão atualizados, refletindo a normalidade registrada em agosto e mantendo o crescimento contínuo conquistado pela eficiência e a sustentabilidade de nossos processos produtivos", disse em nota o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

CAFÉ VERDE

Os embarques de café verde somaram 2,2 milhões de sacas em setembro, segundo o relatório parcial do Cecafé, ante 2,91 milhões em setembro de 2015.   Continuação...

 
Funcionário transporta sacas de 1 tonelada de grãos de café para exportação em armazém de café em Santos, no Brasil
10/12/2015
REUTERS/Paulo Whitaker