Samsung decide interromper produção do Galaxy Note 7 por preocupações sobre incêndios

terça-feira, 11 de outubro de 2016 14:58 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics decidiu suspender a produção dos smarthpones Galaxy Note 7 nesta terça-feira, menos de dois meses depois do lançamento do aparelho, um grande golpe para sua reputação e perspectivas para a companhia após a mesma não conseguir resolver questões de segurança.

A Samsung anunciou o recall de 2,5 milhões de Note 7 no início de setembro, após inúmeros relatos de telefones pegando fogo. Nesta terça-feira, a empresa finalmente puxou o plugue do aparelho de 882 dólares, no que pode ser uma das mais caras falhas de segurança de produto na história da tecnologia.

A decisão de se desfazer do Note 7 veio após novos relatos de incêndios em aparelhos que foram substituídos, levando a novos alertas dos reguladores, operadoras de telefonia e companhias aéreas.

"(Nós) decidimos suspender a produção e as vendas do Galaxy Note 7, com o objetivo de considerar a segurança dos nossos consumidores em primeiro lugar", disse a empresa sul-coreana em um comunicado à Bolsa de Seul.

A Samsung disse mais cedo que havia pedido a todas as operadoras globais parar suspenderem as vendas do Note 7 e trocarem os dispositivos originais por substitutos, enquanto trabalhava reguladores para investigar o problema.

(Reportagem de Se Young Lee)

 
Consumidor testa Galaxy Note 7, da Samsung, na sede da empresa em Seul, na Coreia do Sul
10/10/2016 REUTERS/Kim Hong-Ji