Queda das commodities pressiona ações europeias, mas setor de luxo sobe

terça-feira, 11 de outubro de 2016 14:32 BRT
 

MILÃO/LONDRES (Reuters) - Os mercados europeus fecharam em queda nesta terça-feira, pressionados por ações de commodities mais fracas, enquanto os papéis das principais empresas de bens de luxo tiveram alta após fortes números da LVMH.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 caiu 0,6 por cento, a 1.342 pontos. O índice pan-europeu STOXX 600 teve queda de 0,53 por cento, a 340 pontos, e acumula queda de cerca de 7 por cento desde o início do ano.

As petroleiras BP, Eni e Total caíram entre 1,5 e 1,9 por cento, pressionadas pelo recuo dos preços do petróleo das máximas de um ano, após respostas mistas de autoridades da indústria petrolífera da Rússia em relação ao pedido da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) para que os grandes produtores cortem a produção.

O índice de petróleo e gás do STOXX recuou 1,5 por cento, sendo a segunda maior perda setorial na Europa depois do índice de recursos básicos, que perdeu 2,1 por cento com a queda dos metais.

A LVMH subiu 4,5 por cento, depois que a empresa relatou uma aceleração acima das expectativas nas vendas do terceiro trimestre. As concorrentes Christian Dior, Richemont e Burberry também subiram e ficaram entre as ações europeias com melhor desempenho.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,38 por cento, a 7.070 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,44 por cento, a 10.577 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,57 por cento, a 4.471 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,95 por cento, a 16.474 pontos.   Continuação...